Menu

Mãe sabia que pastor queria usar a morte dos filhos para promover igreja, diz juiz

A decisão judicial que determinou a prisão da pastora Juliana Sales, diz que ela sabia dos “supostos abusos sexuais” sofridos pelos filhos, Kauã e Joaquim, que morreram carbonizados em um incêndio em Linhares, e que ela e o marido, o pastor Georgeval Alves, tinham planos de usar a morte dos filhos como forma de ganhar notoriedade e ascensão religiosa. A defesa de Juliana informou que ainda não vai se manifestar porque não teve acesso a essas informações. A ordem de prender a pastora partiu do juiz André Dadalto, da 1ª Vara Criminal de Linhares. De acordo com a decisão, Juliana sabia dos desvios de caráter do marido, e mesmo assim apoiava os planos dele de se promover na igreja. Para o Ministério Público, assassinar os próprios filhos estava nos planos do casal. Seria uma tragédia a ser usada pelo pastor para se promover na igreja. “O pastor George, em parceria com a pastora Juliana, buscava uma ascensão religiosa e aumento expressivo de arrecadação de valores por fiéis e, para esta finalidade, ceifou a vida dos menores Kauã e Joaquim para se utilizar da tragédia em seu favor”, diz a decisão.

Juliana também estava ciente sobre as diferenças de tratamento que George dava para os filhos e o enteado. A decisão diz que George deixava faltar alimento, medicamento e atendimento médico para as crianças. Para o juiz, Juliana também tinha ciência do comportamento sexual incompatível com a pregação do marido. Em uma troca de mensagens pelo celular, a pastora dizia ter 'nojo' e o pastor dizia se sentir 'imundo' e um 'lixo' por seus comportamentos. Já em uma mensagem que enviou para a mãe, a pastora afirma que dormiu bem após a morte das crianças. Em outra troca de mensagens com o pastor George, Juliana diz: "eu não estou preparada para dar errado". E em uma conversa com outros pastores, ela afirma: "não sei se vou conseguir ser forte até o final". De acordo com a decisão, os irmãos Kauã e Joaquim já haviam relatado, na escola, os abusos sexuais que sofreram. Em certas ocasiões, Kauã chorava desesperadamente, mas alegava aos seus professores que não podia contar o motivo. Joaquim, também na escola, relatava que sofria abusos sexuais. Os pais compareceram no estabelecimento de ensino afirmando que os abusos não eram praticados no âmbito doméstico e familiar. O Ministério Público diz que o casal se defendia afirmando que a culpa pelos abusos era de uma outra criança, de 5 anos.

Além disso, a decisão diz que Juliana e George não tomaram nenhuma providência após Kauã ter “sofrido ‘maldades’ por parte de dois ‘caras’ na piscina”. A decisão da Justiça traz outra revelação. Há relatos de que após a morte dos irmãos o pastor e a pastora foram até a casa, jogaram vários objetos no quarto das crianças e retiraram quase todos os objetos depois, inclusive lençóis e roupas de cama, entregando-os a terceiros para serem lavados. Joaquim, de 3 anos, e Kauã, de 6 anos, morreram carbonizados dentro de casa, em Linhares, no dia 21 de abril. O marido de Juliana, o pastor George Alves, foi acusado de estuprar, agredir e queimar as crianças vivas. O terceiro filho da mulher não estava na casa no momento do crime. George Alves está preso desde o dia 28 de abril, mas a prisão dele era temporária. Agora, o MP conseguiu a prisão preventiva de Juliana e de George, por tempo indeterminado, pelos crimes de duplo homicídio, estupro de vulneráveis e fraude processual. George ainda vai responder pelo crime de tortura. A pastora Juliana Sales Alves sabia, segundo o Ministério Público do Espírito Santo, dos riscos que os filhos corriam por estarem sozinhos com o marido dela, o pastor Georgeval Alves, acusado de estuprar, agredir e queimar as crianças vivas dentro de casa

Essa omissão é um dos motivos para a prisão dela, que aconteceu na madrugada desta quarta-feira (20), na casa de um amigo da família, em Minas Gerais. O advogado Helbert Gonçalves, que defende a pastora, informou que ainda não teve acesso às informações referentes às acusações da Justiça, e que portanto ainda não irá se manifestar sobre. Por meio de nota enviada à imprensa, a defesa apenas esclareceu sobre a ida de Juliana para a cidade de Teófilo Otoni, em Minas Gerais. "A defesa informa que, ao contrário das informações que estão sendo veiculadas, Juliana não estava foragida ou escondida, uma vez que a mesma sequer era investigada ou tida como suspeita da morte dos filhos, conforme concluiu a própria investigação da Polícia Civil de Linhares", diz a nota.

Fonte: Portal G1

Conheça o livro que tem abalado o mundo religioso! Clique Aqui!

Participe de nossa enquete. Sua opinião é muito importante para nós! Clique Aqui e de seu voto.

Leia mais ...

Crocodilo mata pastor durante batismo em lago

Um crocodilo atacou e matou um pastor protestante que realizava um batismo de fiéis no Lago Abaya, em Arba Minch, sul da Etiópia, nesse domingo, 3. Segundo informações da BBC, Docho Eshete conduzia a cerimônia para cerca de 80 pessoas quando o animal pulou da água e avançou em direção à ele. Ele morreu depois de ter sido mordido nas pernas, mãos e costas. Uma das testemunhas que presenciou o ataque informou que o pastor batizou a primeira pessoa e passou para a seguinte, quando um crocodilo pulou e o agarrou. Seguido um dos policiais que atendeu a ocorrência, Eiwnetu Kanko, pescadores e moradores não tiveram tempo de salvar Eshete. Eles conseguiram apenas usar redes de pesca para impedir que o réptil levasse o corpo do pastor para o fundo do lago. Depois disso, o animal fugiu.
 
Fonte: O Povo

Conheça o livro que tem abalado o mundo religioso! Clique Aqui!

Participe de nossa enquete. Sua opinião é muito importante para nós! Clique Aqui e de seu voto.

Leia mais ...

Biografia de Edir Macedo entra na lista dos 100 piores filmes da história

"Nada a Perder", a cinebiografia de Edir Macedo, está na lista dos 100 piores filmes da história do cinema, de acordo com o ranking do site IMDBO filme está na 50ª posição da lista nesta segunda-feira, 21 de maio de 2018. O IMDB existe desde 1990 e contém mais de 86 milhões de usuários cadastrados. O portal vem se estabelecendo como um dos mais populares da internet sobre cinema. O sistema que soma as menores notas do ranking dos piores filmes da história apenas conta com cadastros que utilizam frequentemente a ferramenta de cotação, o que diminui o risco de fraudes. Em abril de 2018, os produtores de "Nada a Perder" comemoraram a classificação de 100% positiva no IMDB em outra lista, que conta todas as votações que o filme recebeu. Na avaliação geral, a nota do longa atualmente é de 7,1. Houve na época denúncias de que os produtores do filme recorreram a robôs para aumentar a classificação do filme — o filme obteve 15 mil avaliações 100% positivas em poucos dias  —, o site deletou os cadastros falsos. No Brasil, "Nada a Perder" conquistou o título de maior bilheteria da história, com mais de 11.446 milhões de ingressos vendidos. Entretanto, em várias capitais as sessões estavam vazias, de acordo com o que jornalistas registraram.
Fonte: Paulopes

 

Conheça o livro que tem abalado o mundo religioso! Clique Aqui!

 

Participe de nossa enquete. Sua opinião é muito importante para nós! Clique Aqui e de seu voto.

Leia mais ...

'Jesus te ama porque não convive com você', diz Livia Andrade a Mara Maravilha

As apresentadoras Mara Maravilha e Lívia Andrade trocaram farpas no Programa Silvio Santos deste domingo, 4, atiçadas pelo próprio apresentador. Durante o quadro Jogo dos Pontinhos, os participantes precisavam escrever a continuação de uma frase proposta por Silvio: "Lívia Andrade foi colocada no programa Fofocalizando porque ela tem a língua..." Na vez de Mara falar, Silvio Santos a provocou, afirmando que ela não teria gostado da entrada de Lívia no Fofocalizando, já que perderia seu posto de 'rainha' do programa. "Eu nunca fui nem rainha dos baixinhos, era a Xuxa. Não tenho essa síndrome de ego, de querer ser a melhor. O último que teve essa síndrome chamava Lúcifer, e eu tô bem longe!", respondeu Mara, enquanto Lívia fazia sinais com a mão indicando que ela estava "falando muito". Quando Mara começou a elogiar seus colegas de programa, como Leão Lobo, Mamma Bruschetta e Leo Dias, e Silvio prosseguiu: "Está fazendo média com os colegas para os colegas não pedirem para ela [Mara] sair do programa. Porque agora ela não é tão útil. Útil é a Lívia Andrade. Uma salva de palmas para a Lívia Andrade!" Em seguida, Silvio perguntou à plateia: "O que faço com a Mara Maravilha?". "Manda embora!", responderam os presentes. "Eu nem ligo. Quanto mais bate, mais eu cresço, sabe por que? Primeiro me garanto sabe [com] quem? [Com] o lá de cima. Quem me garante é ele, depois eu, depois o 'paitrão', claro", disse Mara, em alusão religiosa, antes de mostrar a placa em que chama a colega de "Venenosa". Momentos depois, antes de revelar que a resposta correta seria "Afiada", Lívia cutucou Mara: "Bom, só quero dizer uma coisa pra minha colega: Jesus te ama porque ele não convive com você, tá?!"

Veja a cena no vídeo abaixo!

Conheça o livro que tem abalado o mundo religioso! Clique Aqui!

Participe de nossa enquete. Sua opinião é muito importante para nós! Clique Aqui e de seu voto.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS