Menu

Em 1998, 'Simpsons' previram compra da Fox pela Disney

Em um episódio exibido em 8 de novembro de 1998, a série animada Os Simpsons já havia previsto a possibilidade da compra da companhia Fox pela Disney. O acordo real entre as companhias foi oficializado nesta quinta-feira, 14, num negócio de mais de 50 bilhões de dólares. Numa cena do tal episódio de Os Simpsons, um cartaz na entrada do estúdio 20th Century Fox anuncia: "uma divisão da Walt Disney Co.". Por ser produzida pela Fox, a animação está incluída no acordo e agora passa a ser da Disney, assim como títulos da TV e do cinema como X-Men, Avatar, Arquivo X e Planeta dos Macacos. Nos últimos anos, a série Os Simpsons ficou conhecida por prever grandes acontecimentos mundiais, como a eleição de Donald Trump ou o show de intervalo do Super Bowl protagonizado por Lady Gaga. Pelo visto, Os Simpsons estão acertando mais profecias do que a bíblia! 

Fonte: Estadão

Conheça o livro que tem abalado o mundo religioso! Clique Aqui!

Participe de nossa enquete. Sua opinião é muito importante para nós! Clique Aqui e de seu voto. 

Leia mais ...

Jornalista da Globo chama volta de Jesus de “maluquice”

Na semana passada, durante sua participação no programa Em Pauta, da Globo News, jornalista Jorge Pontual falou sobre a decisão de Trump de reconhecer Jerusalém como capital de Israel. Conhecido por sua postura liberal, o correspondente da Globo em Nova York sempre foi um crítico do presidente Trump. Mas agora tem disparado contra os evangélicos que apoiam o republicano. Durante o programa, Pontual disse que à crença na volta de Jesus é “maluquice”. Foi a segunda vez que ele falou sobre o assunto ridicularizando-o.

Em outras ocasiões ele já havia criticado os evangélicos, especialmente por apoiarem Trump em questões morais. “Há profecias de que Israel, recuperando Jerusalém, vai reconstruir o Templo de Salomão, e isso é… a condição necessária para a volta de Jesus Cristo e para o fim dos tempos. Ou seja, é uma visão apocalíptica! Eles estão caminhando para o Apocalipse, achando que eles – esses cristãos mais fundamentalistas – vão ser salvos, enquanto nós, que não somos assim, tão radicais, vamos ficar para trás. É uma maluquice né?”, afirmou Pontual.

Em seguida, fez a correlação com questões políticas. “Mas é uma crença religiosa, é uma questão teológica, só que tá alimentando a política externa americana”. Pontual disse que a decisão é “completamente absurda, porque Trump entregou ‘de bandeja’ para os israelenses uma coisa que os Estados Unidos seguravam há 70 anos, que era o status final de Jerusalém, como uma arma de negociação para forçar os israelenses a ceder alguma coisa”. Insistiu também que “todo mundo nos Estados Unidos está muito preocupado com o que vai acontecer”. O vídeo se popularizou nas redes sociais, com muita gente afirmando que até a Globo estava falando sobre a volta de Cristo. Contudo, o tom do jornalista não foi profético, mas de deboche. Assista o vídeo abaixo.

 

Conheça o livro que tem abalado o mundo religioso! Clique Aqui!

Participe de nossa enquete. Sua opinião é muito importante para nós! Clique Aqui e de seu voto. 

Leia mais ...

Estudo revela a idade real do túmulo de Jesus em Jerusalém

Cientistas que investigam o lugar onde se encontra o túmulo para onde Jesus Cristo teria sido levado após sua crucificação, em Jerusalém, comprovaram que os materiais de construção utilizados são do século IV — mais precisamente, de 326. Isso confirma crenças antigas de que os romanos construíram o monumento três séculos depois da morte de Jesus, afirmou nesta terça-feira um especialista que participou do estudo. Até então, apenas materiais de 1.000 anos atrás, quando o túmulo foi destruído e teve de ser reconstruído, haviam sido encontrados. O estudo não oferece nenhuma evidência de que Jesus está ou não enterrado nesse local de Jerusalém, mas ratifica a crença histórica de que os romanos foram os responsáveis pela construção do monumento, no local onde se acreditava que Jesus havia sido sepultado, durante o reinado de Constantino, o primeiro imperador a se converter ao cristianismo. “É uma descoberta muito importante porque confirma que foi Constantino, como afirmam as evidências históricas, o responsável por ter coberto o leito de rocha do túmulo de Cristo com as lousas de mármore do santuário”, afirmou Antonia Moropoulou, especialista em preservação da Universidade Técnica Nacional de Atenas, na Grécia, e coordenadora científica dos trabalhos de restauração. É a primeira vez que se realiza esse tipo de estudo no local, que fica onde hoje é a Basílica do Santo Sepulcro, no interior de um santuário construído depois. A análise dos componentes da argamassa do local foi feita no âmbito de novos trabalhos de restauração do monumento — motivo pelo qual os cientistas decidiram abrir o lugar onde se acredita que Jesus foi enterrado pela primeira vez em muitos séculos. A datação da argamassa mostra a continuidade histórica do lugar, desde a era bizantina, passando pelas Cruzadas e pelo período de antes e depois do Renascimento. Segundo as crenças tradicionais, Constantino construiu o monumento para Jesus no local onde se acreditava que ele foi enterrado, no início da transição do Império Romano do paganismo para o cristianismo, no século IV de nossa era. Outros monumentos foram construídos depois sobre o lugar.

Fonte: Veja

Conheça o livro que tem abalado o mundo religioso! Clique Aqui!

Participe de nossa enquete. Sua opinião é muito importante para nós! Clique Aqui e de seu voto.

Leia mais ...

Por madrugadas, Igreja Universal pagará este ano à Record R$ 575 milhões

A Igreja Universal do Reino de Deus deve pagar à Record por volta de R$ 575 milhões em 2016, pela compra da faixa horária da emissora nas madrugadas de segunda a domingo. Trata-se de um valor 139,58% maior que o estimado exatos dez anos atrás de R$ 575 milhões em 2016, pela compra da faixa horária da emissora nas madrugadas de segunda a domingo. No mesmo período a inflação segundo o IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado) foi de 96,34%. O custo da “compra” do horário pela Universal vem crescendo de forma constante há dez anos. Veja uma estimativa nesse período:

2006 - R$ 240 milhões

2011 - R$ 480 milhões

2013 - R$ 500 milhões

2015 - R$ 535 milhões

2016 - R$ 575 milhões (estimativa)

Os R$ 575 milhões da Universal representam aproximadamente 28,7% do faturamento total da Record (cerca de R$ 2 bilhões) este ano. Cabe lembrar que, pela legislação vigente, não há nenhuma irregularidade na negociação entre igreja e emissora, ainda que sejam ligadas umbilicalmente (o líder da igreja, Edir Macedo, é o principal acionista da emissora).

A grosso modo, na comparação entre pessoas jurídicas, a relação comercial entre a Universal e a Record é semelhante à que ocorre entre as empresas do Grupo Silvio Santos e o SBT. Fontes do mercado (ouvidas sob sigilo) estimaram à coluna que o Grupo SS (Jequiti, Baú, Tele Sena, doces Mister Bey etc) deverá gastar pelo menos R$ 250 milhões com publicidade no SBT este ano. Ou seja, o gasto total do Grupo representa cerca de 29% do faturamento total do SBT este ano. RedeTV!, Band e Gazeta também são emissoras que garantem seu caixa com dinheiro oriundo de igrejas evangélicas, que compram faixas da programação. A Universal é a principal "compradora" de horários em emissoras no país. Recentemente ela começou a comprar publicidade inclusive em afiliadas da Globo.

Embora haja muitas críticas a esse comércio de horários, não existe uma legislação (atualizada) e muito menos qualquer fiscalização que oriente essa relação. Atualmente, por volta de uma em cada cinco horas da TV aberta brasileira hoje é ocupada por programação religiosa. Projetos que coíbem ou mesmo proíbem a venda e o comércio de faixas horárias entre terceiros e emissoras abertas estão em andamento no Congresso, porém nunca evoluem graças à união e boicote sistemáticos da chamada “bancada evangélica”.

Trata-se de uma transferência de dinheiro tão vergonhosa, que é estranho que ela ainda não tenha chamado a atenção da Receita Federal. O programa de TV da igreja poderia se chamar "Eu engano porque vocês gostam". A Universal e demais igrejas, afinal, desfrutam de imunidade tributária (dinheiro que deixa de ir para os cofres públicos) e deveriam, por isso, ter um mínimo de transparência em suas contas. Se o Brasil levasse a sério suas contas públicas e a laicidade do Estado, entre outras coisas, esse escárnio para com a sociedade não chegaria a tanto.

Fonte: UOL, Paulopes

Conheça o livro que tem abalado o mundo religioso! Clique Aqui!

Participe de nossa enquete. Sua opinião é muito importante para nós! Clique Aqui e de seu voto.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS