Menu

Em Busca dos Dons do Espírito

Em Busca dos Dons do Espírito

O termo Pentecostal é derivado da palavra Pentecostes. Entre os judeus, era a segunda das três grandes festas anuais a que todo o povo devia comparecer. Era chamada de Pentecostes porque era observada no quinquagésimo dia depois do segundo dia da Páscoa. A festa do Pentecostes era também conhecida como a festa das semanas, porque observava sete semanas depois da Páscoa (Deuteronômio 16:9). Também se denominava festa das primícias (Êxodo 23: 16; Números 28:26). Para os cristãos, este evento comemora a descida do Espírito Santo sobre os seguidores de Jesus Cristo, conforme descrito no Livro de Atos, Capítulo 2. Os Pentecostais tendem a ver que seu movimento reflete o mesmo tipo de poder espiritual, estilo de adoração e ensinamentos que foram encontrados na Igreja primitiva. Por este motivo, alguns pentecostais também usam o termo Apostólica ou Evangelho Pleno para descrever seu movimento. O pentecostalismo é um termo amplo que inclui uma vasta gama de diferentes perspectivas teológicas e organizacionais. Como resultado, não existe nenhuma organização central ou igreja que dirige o movimento. Muitos grupos pentecostais são afiliados a Conferência Mundial Pentecostal. No Brasil é comum os pentecostais se auto identificarem com o termo evangélico. A ênfase dos pentecostais nos dons do Espírito Santo os colocam dentro do cristianismo carismático, um enorme agrupamento de cristão que tem aceitado alguns ensinamentos pentecostais sobre o batismo no Espírito e dons espirituais. O pentecostalismo está teologicamente e historicamente próximo ao Movimento Carismático, influenciando tão significativamente o movimento, que às vezes os termos pentecostal e carismático são usados indistintamente. Todo o movimento pentecostal no mundo inclui cerca de 588 milhões de pessoas.

 

Origens

    

O Pentecostalismo clássico é o que começou em 1901 entre cristãos que se reuniam na rua Azusa em Los Angeles, EUA e simultaneamente em vários outros lugares na América do Norte. É a maior corrente pentecostal entre todas as demais, pois está conformada por organizações religiosas que se formaram naqueles anos e mantém manifestações espirituais e doutrinas similares. Dentro do pentecostalismo clássico norte-americano existem três orientações principais: Santidade-Wesleyana, Vida Superior e Unitários. Exemplos de denominações wesleyanas de santidade inclui a Igreja de Deus em Cristo (IDC) e a Igreja Pentecostal Internacional de Santidade (IPIS). A primeira foi a Congregação Cristã, fundada por L. Francescon, logo depois Daniel Berg conhece atraves da Congregação o movimento pentecostal e funda no Brasil a Assembleia de Deus logo depois da CCB, a Igreja do Evangelho Quadrangular é um exemplo do ramo Vida Superior. Algumas igrejas unitárias inclui a Igreja Internacional Pentecostal Unida (IPU), Assembleia Pentecostal do Mundo (APM), e Assembléias do Senhor Jesus Cristo (ASJC).

O movimento pentecostal tem sua origem numa reunião de oração no Colégio Bíblico Betel em Topeka, Kansas em 1° de janeiro de 1901. Ali, muitos chegaram à conclusão de que falar em línguas era o sinal bíblico do Batismo no Espírito Santo. Charles Parham, foi o fundador desta escola, que mais tarde passaria a Houston, Texas. Apesar da segregação racial em Houston, Willian J. Seymour, um pregador negro, foi autorizado a assistir as aulas bíblicas de Parham. Seymour viajou para Los Angeles, onde sua pregação provocou o Avivamento da Rua Azusa em 1906. Apesar do trabalho de vários grupos wesleyanos avivalistas, como Parham e D. L. Moody, o início do movimento pentecostal difundido nos Estados Unidos, é geralmente considerado como tendo começado com Seymour no avivamento da rua Azusa. O avivamento na rua Azuza foi o primeiro avivamento pentecostal a receber atenção significativa, e muitas pessoas de todo o mundo tornaram-se atraídas por ele. A imprensa de Los Angeles deu muita atenção ao aviamento de Seymour, o que ajudou a alimentar o seu crescimento. Um número de novos grupos menores iniciou-se, inspirado nos acontecimentos deste avivamento. Os visitantes internacionais e missionários pentecostais acabariam por trazer estes ensinamentos para outras nações, de modo que praticamente todas as denominações pentecostais clássicas hoje traçam suas raízes históricas no avivamento da rua Azusa.

Logo cedo os pentecostais foram incentivados por seu entendimento de que todo o povo de Deus poderia profetizar nos últimos dias antes da segunda vinda de Cristo. Eles olharam para as passagens bíblicas sobre o Pentecostes no segundo capítulo de Atos, em que Pedro citou a profecia contida em Joel 2: "Nos últimos dias, Deus diz: Eu derramarei meu Espírito sobre todos os povos. Vossos filhos e filhas profetizarão, vossos jovens terão visões, vossos velhos terão sonhos. "(NVI) Assim, quando a experiência de falar em línguas espalhou-se entre os homens e mulheres da rua Azusa, um sentido de urgência tomou conta, quando eles começaram a olhar para a Segunda Vinda de Cristo. No início os pentecostais se viam como peregrinos na sociedade, dedicando-se exclusivamente a preparar o caminho para a volta de Cristo.

O Pentecostalismo, como qualquer outro movimento importante, deu origem a um grande número de organizações com diferenças políticas, sociais e teológicas. O movimento inicial foi contracultural: Afro-americanos e as mulheres foram importantes líderes do avivamento da rua Azusa, o que ajudou a espalhar a mensagem Pentecostal muito além de Los Angeles. Com o avivamento começando a diminuir, no entanto, diferenças doutrinárias começaram a surgir como a pressão da evolução social, cultural e político da época começou a afetar a igreja. Como resultado, mais divisões, isolacionismo, sectarismo e mesmo o aumento do extremismo eram aparentes.

Alguns líderes cristãos que não faziam parte do início do movimento pentecostal mantinham um alto respeito pelos líderes pentecostais. Albert Benjamin Simpson tornou-se estreitamente envolvido com o crescente avivamento pentecostal. Era comum aos pastores pentecostais e missionários receberm a sua formação noMissionary Training Institute fundado por Simpson. Devido a isso, Simpson e a Aliança Missionária e Cristã (C & MA), o qual Simpson também fundou, teve uma grande influência sobre o pentecostalismo, em particular, as Assembléias de Deus e a Igreja Internacional do Evangelho Quadrangular. Essa influência inclui a ênfase evangelística, doutrina da (C & MA), hinos e livros de Simpson, bem como a utilização do termo "Evangelho Tabernáculo", que evoluiu nas igrejas pentecostais tornando-se "Evangelho Pleno Tabernáculo". Charles Price Jones, um líder afro-americano e fundador da Igreja de Cristo, é outro exemplo. Seus hinos são amplamente cantados em convenções nacionais da Igreja de Deus em Cristo e em muitas outras igrejas pentecostais.

Movimento Pentecostal no Brasil

Os grupos pentecostais têm apresentado grande crescimento no Brasil. São unânimes quanto às doutrinas cristãs básicas, tais como: pecado original, penas eternas, salvação pela fé, escatologia, santificação. Além disso, têm alguns traços característicos: Ênfase à doutrina do batismo com o Espírito Santo, ensino de que os dons são para hoje e não apenas para a igreja do primeiro século (Marcos 16:17-18), aproveitamento do leigo na igreja, liturgia informal, com oportunidades para testemunhos, cânticos acompanhados por palmas, aceitação da escatologia segundo a qual a vinda de Jesus será em duas fases distintas. Dão ênfase à doutrina bíblica da santificação (Efésios 4:13).

Principais Igrejas Pentecostais no Brasil

Assembleia de Deus - Foi fundada por dois jovens, Daniel Berg e Gunnar Vingren, que haviam emigrado da Suécia para os Estados Unidos. Em Chicago, participaram de uma convenção pentecostal. Os dois operários suecos receberam de Deus uma chamada especial para o Brasil. Chegaram a Belém do Pará no dia 19 de novembro de 1910. Congregaram na igreja Batista, mas suas ideias pentecostais não foram aceitas. Afastaram-se e fundaram a igreja Assembleia de Deus, em junho de 1911. Essa denominação é hoje a maior Igreja pentecostal do Brasil. Creem os assembleianos que o falar em línguas é o sinal do batismo com o Espírito Santo.

Congregação Cristã - Foi fundada em 1910, pelo italiano Luigi Francescon, antigo membro da Igreja Presbiteriana Italiana de Chicago, EUA, e teve grande desenvolvimento no Brasil. Esta denominação, porém, é considerada como seita pelos evangélicos devido aos seus inúmeros desvios doutrinários: o uso do véu, não aceitação do ministério pastoral, pregam contra o dízimo e afirmam que só nessa igreja é que o homem pode ser salvo. E são extremamente críticos quanto às demais igrejas.

Igreja do Evangelho Quadrangular no Brasil - Foi fundada em 1951 pelo missionário Harold Willians, na cidade de Poços de Caldas. Em 1952 a igreja chegava a São Paulo, através de campanhas evangelísticas no bairro do Cambuci, que logo passaram a ser realizadas numa tenda. A partir daí o movimento cresceu, as tendas saíram peregrinando pelo país numa onda contagiante e cada tenda era a certeza da implantação de uma nova igreja.

Igreja Pentecostal Brasil para Cristo - Foi fundada em 1956 por Manoel de Melo, ex-membro das Assembleias de Deus e consagrado pastor pela Igreja do Evangelho Quadrangular. Era dono de um grande carisma. Manteve vários programas radiofônicos que foram um meio eficiente para a expansão da igreja.

Igreja Pentecostal Deus é Amor - Foi fundada no dia 3 de junho de 1962, pelo missionário David Martins Miranda. Chegou a 8.140 igrejas locais, espalhadas pelo Brasil e mais em 136 países. Sua sede mundial, situada na Av. do Estado n°4568, Cambuci, São Paulo, é considerado um dos maiores templos evangélicos do mundo, com 27 mil assentos.

Igreja de Nova Vida - Fundada pelo Bispo Walter Robert McAlister, de nacionalidade canadense, que veio para o Brasil, Rio de Janeiro, onde implantou uma grande obra de evangelização conhecida como Cruzada de Nova Vida. A Igreja de Nova Vida nasceu de um programa de rádio, A Voz da Nova Vida, transmitido pela primeira vez, em 1 de agosto de 1960, pela Rádio Copacabana do RJ. Depois começaram fazer seus cultos na Associação Brasileira de Imprensa. A mensagem desse missionário era voltada para a cura e libertação, o que despertou interesse de muitos e avanço da denominação.

Igrejas Pentecostais Renovadas

As Igrejas Pentecostais Renovadas são aquelas que procederam das denominações históricas, conservando traços administrativos e teológicos das igrejas mães. As denominações se formaram porque muitos pastores e líderes abraçaram a renovação espiritual e desligaram-se de suas igrejas de origem. Outros, entretanto, foram excluídos de suas igrejas.

Igreja Metodista Wesleyana - Foi fundada por um grupo de ministros e leigos que militavam na Igreja Metodista do Brasil. As razões que deram origem à Igreja basearam-se na doutrina do batismo com o Espírito Santo como sendo uma segunda bênção para o crente e na aceitação dos dons espirituais. No dia 5 de janeiro de 1967, por ocasião do Concílio da Igreja Metodista do Brasil, realizado na cidade de Nova Friburgo (RJ), foi fundada a Igreja Metodista Wesleyana, aceitando como forma de governo o centralizado com o conselho geral, seguindo em linhas gerais o regime metodista. O movimento que culminou com o surgimento da Igreja Metodista Wesleyana começou em 1962, quando alguns ministros e leigos começaram a ser despertados para a obra de renovação espiritual. Em 1964 o grupo começou a ter contato com grupos de diversas denominações renovadas. Alguns membros do grupo começaram a ser batizados com o Espírito Santo. Eram constantes as vigílias nos montes, as reuniões de oração e os retiros. Em 1966 o grupo recebeu uma circular proibindo orações com imposição de mãos, expulsar demônios, cantar corinhos e fazer vigílias constantes. No final da carta havia a seguinte alternativa: se o grupo não obedecesse às normas da Igreja Metodista do Brasil, todos deveriam deixar suas fileiras.

Igreja Batista Nacional - Nos anos 60, líderes batistas, dentre os quais o Pr. Enéas Tognini, foram alcançados pelo avivamento. Em janeiro de 1965, na cidade de Niterói, a Convenção Batista Brasileira excluiu cerca de 32 igrejas de seu rol. No ano seguinte o número de igrejas excluídas chegou a 52. Em 1966, foi criada a Associação Missionária Evangélica, que agregava as igrejas desligadas da Convenção Batista e outras. Em julho de 1967 os Estatutos da AME foram reformados. As Igrejas não batistas se desligaram da AME e cada qual se organizou de acordo com suas características históricas. Em 16 de setembro de 1967 a AME passou a se chamar Convenção Batista Nacional.

Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil - A IPRB foi organizada em 8 de janeiro de 1975, em Maringá, PR, fruto da fusão de duas igrejas oriundas de denominações históricas: a Igreja Cristã Presbiteriana e Igreja Presbiteriana Independente Renovada. Crescendo rapidamente, hoje possui igrejas em quase todos os Estados e em diversos países. Possui uma agência de missões (Mispa), dois seminários e a Editora Aleluia.

 

Conheça o livro que tem abalado o mundo religioso! Clique Aqui!

Participe de nossa enquete. Sua opinião é muito importante para nós! Clique Aqui e de seu voto.

Última modificação emTerça, 28 Março 2017 20:37

Mídia

voltar ao topo